Argumento em defesa a Mr. Bow


Centelha por Viriato Caetano Dias (viriatocaetanodias@gmail.com )

(…) a fama, para os artistas, e não só, é também fonte de problemas. Não propriamente a fama, mas a sua gestão. A bebida, as mulheres e o vício estão sempre à mão de semear. In: Jornal Notícias, 9 de Novembro de 2011.

Em Abril do ano em curso escrevi um texto em que prestei a minha singela homenagem e um enorme agradecimento ao Mr. Bow pela ascensão na sua carreira musical. De facto, todas as músicas de Mr. Bow têm um efeito terapêutico, sobretudo na cura da depressão quando carcomida pela solidão. Mas, o argumento ainda mais convincente, subsidiado pelas estatísticas dos famosos disc jockey (Djs), as músicas de Mr. Bow são o prato forte nas pistas de dança e nas festas das famílias moçambicanas e, por via disso, acredita-se, igualmente, que as mesmas podem levar à cura do reumatismo. Afinal, quem não canta e dança as músicas de Mr. Bow?

No texto em alusão, servindo-me do lauto lucubracional de Arrone Fijamo Cafar, chamei a atenção ao Mr. Bow para que tivesse muito cuidado com “abelhas humanas”, sobretudo com aquelas pessoas aleivosas, que parecem dedicar-lhe grandes amizades. As declarações de amor que recebemos na vida são importantes e reconfortantes, apenas quando constituem vectores para o nosso crescimento, caso contrário, servem de iscas para assassinar o nosso carácter. É isto que estão a tentar fazer contigo hoje. Usaram a tua humildade e bondade para tentar destruir a tua e a vida da tua família. Nesta atmosfera de corrupção, onde a ética perdeu cotação a favor de grupos de interesse, vão tentar construir monstruosas inverdades e associar-te ao mundo do crime, para vender jornais, obter audiências televisivas e promover o que de melhor eles sabem fazer: boçalismo. Não encontro outro nome e nem boas maneiras para os qualificar de terroristas mentais.

Esses terroristas mentais que se intitulam de paparrazi de Moçambique violam regras elementares de conduza da nossa sociedade. Eu diria mais: uma sociedade insolente que clama pela mão dura dos guardiões da lei e do poder tradicional. Os verdadeiros paparrazi obedecem algumas regras de conduta, não são truculentos. Entendo que, como figura pública, a vida de Mr. Bow é alvo de constantes escavações e especulações. Mas a estupidez tem ido longe demais quando se expõem crianças numa novela de fofoca que esses terroristas decidiram construir. Os telespectadores mais incautos, infelizmente, alimentam os capítulos com vozearias e palpites. Pedem sangue e mais sangue, para condimentar a ficção. É de suma importante esclarecer que o estopim desta novela, que não haja dúvida, tem que ver com o talento extraordinário de Mr. Bow. Se ele estivesse no “mundo da amargura”, como estão os seus detractores, hoje ninguém se lembraria dele. Lembro-me do meu catequista que repetidas vezes dizia: “Só se atiram pedras em árvores carregadas de frutas.” É um fruto delicioso que amadureceu lentamente, como diria Arthur Schopenhauer.
Seja-me permitido um desabafo: estou profundamente desiludido com a actuação da ex-companheira de Mr. Bow neste processo que visa o assassinato da imagem do artista. Coitada, ela ainda não percebeu que está a ser usada como munições, não apenas para regar a imagem de Mr. Bow, mas, fundamentalmente, o carácter dela. O que hoje constitui notícia de capa de pasquins e abertura de programas de entretenimento, amanhã, seguramente, não o será. Mas há uma coisa que actuará para sempre como um tumor maligno na vida das crianças: a dor. A dor ver um pai a ser humilhado, julgado e linchado publicamente. Minha senhora, não há adesivos que curem as dores de uma alma. Como diria o músico Kadabra MC “palavras mal formadas criam cicatrizes.” Alguém ficará com essas cicatrizes: os seus filhos. Não são “bifes” (temperados por si), como um débil metal apelidou a forma de praticar boçalismo televisivo, pelo contrário, são feridas que jamais serão saradas em sua e na vida dos seus. Noto que, nesta senda de reivindicação dos seus bens, até evoca o santo nome do estadista-mor, para subsidiar as suas afirmações, teses e convicções. Fungulamasso!

Se acha que os bens são seus, o melhor lugar para os reivindicar será em sede do tribunal e nunca nalguns currais chamados de televisão. Para os interesses dessas televisões, só hoje é tratada como uma estrela incandescente, porém, não se livrará do julgamento que os seus filhos farão contra si quando eles forem alvos de bullying na sociedade. Quando não restar nada mais para esmiuçar sobre si, você deixará de ter valor e será alvo de críticas desses que hoje dão-lhe o estatuto de “rainha da corte.” Não sou profeta, mas posso adiantar que a sua “lua-de-mel” com essas televisões será curta. Esta campanha infame contra Mr. Bow não foi construída à toa, ela tem um propósito. Os terroristas mentais antes de deferirem golpes estudam seus alvos, o mercado e preocupam-se com o lucro: a dor. Você está a relevar-se o elo mais fraco.

Ouvi de Frank Aguiar, “o Cãozinho dos teclados”, que “fazer sucesso é o sonho de todo artista. Mantê-lo é o seu desafio. Saberá Mr. Bow manter a sua fama? Sim, se fizer duas coisas: a primeira é nunca perder de vista os seus objectivos. A melhor resposta não é o silêncio, mas sim o trabalho. O silêncio é um monopólio que pertence aos mortos, os vivos devem pensar, agir e deixar suas melhores marcas na terra. A sua voz, Mr. Bow, deve continuar a ouvir-se por este vasto Moçambique. A segunda: não se vitimize. Que esta ficção sirva de prancha para fortificar o seu trabalho. Recebi de um amigo na China um vídeo que diz “Se você gastar toda sua energia e tempo em pequenas coisas, você não terá tempo para as coisas que realmente são importantes em sua vida. Dê atenção às coisas que são cruciais para sua vida. Defina suas prioridades porque tudo o resto é apenas areia [superficial, acréscimo meu].” Zicomo e um abraco nhúngue a Nina, fã incondicional de Mr. Bow.

WAMPHULA FAX – 14.08.2017


Gostou? Partilha com seus amigos!

2046
200, 2046 points

Qual é Sua Reacção?

Cheteado Cheteado
0
Cheteado
Matrecado Matrecado
0
Matrecado
Interessante Interessante
0
Interessante
Engraçado Engraçado
1
Engraçado
Amável Amável
0
Amável
Impressionado Impressionado
1
Impressionado
Assustado Assustado
1
Assustado
Motivado Motivado
1
Motivado

Argumento em defesa a Mr. Bow

log in

Captcha!

reset password

Back to
log in
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Open List
Ranked List
Ranked List
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF